Número de contribuintes da Previdência cai pelo 3º ano seguido, aponta IBGE



Em 2019, 62,9% dos trabalhadores contribuíram com o INSS, menor perncentual em 6 anos. Em 2016, chegou a 65,6%. O percentual de trabalhadores que contribuíram com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), a Previdência Social, caiu pelo 3º ano seguido e atingiu em 2019 o menor patamar em 6 anos. É o que aponta a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada nesta sexta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Segundo o levantamento, em 2019, 62,9% dos trabalhadores ocupados eram contribuintes – mesmo percentual observado em 2013. Em 2018, o percentual foi de 63,5%.
Em 2016, quando o país registrou o maior percentual de contribuintes, esse indicador chegava a 65,6%. O menor percentual havia sido observado em 2012, com 61,9%.
Entre as regiões, Norte (44%) e Sudeste (69,1%) atingiram o percentual de contribuintes mais baixo da série histórica da pesquisa, iniciada em 2012. No Nordeste (47,9%), ela foi a menor desde 2014, enquanto no Sul (75%) e Centro-oeste (65,1%) foi menor desde 2013.
Entre os fatores que explicam a queda do número de contribuintes está o aumento da informalidade, que atingiu nível recorde em 2019. A taxa de informalidade – soma dos trabalhadores sem carteira, trabalhadores domésticos sem carteira, empregador sem CNPJ, conta própria sem CNPJ e trabalhador familiar auxiliar – ficou em 41,1% no ano passado. Em 11 estados, ultrapassou 50%.
A taxa média de desemprego no Brasil caiu de 12,3% em 2018 para 11,9% em 2019, conforme já tinha sido divulgado anteriormente pelo IBGE. No trimestre encerrado em dezembro, a taxa de desocupação ficou em 11%, atingindo 11,6 milhões de pessoas.
Na comparação com 2018, apenas Mato Grosso e São Paulo tiveram aumento no número de trabalhadores ocupados com carteira assinada – respetivamente 44 mil e 472 mil a mais.
Questionada sobre o que influenciou esse aumento do trabalho formal sobretudo em São Paulo, a gerente da pesquisa, Adriana Beringuy, disse não ser possível afirmar com precisão. “Tudo indica que foi uma soma de pequenas reações em alguns setores [econômicos]”, disse.
Source: Globo Economia