EUA diz que vai investigar imposto francês sobre gigantes tecnológicas



A proposta de um tributo de 3% sobre as receitas anuais das empresas que fornecem serviços a consumidores franceses preocupa o governo Donald Trump. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, encomendou, nesta quarta-feira (10), uma investigação sobre os efeitos de um imposto sobre companhias tecnológicas que está prestes a ser aprovado na França e poderá afetar especialmente as gigantes americanas do setor.
“Os Estados Unidos estão muito preocupados que o imposto sobre serviços digitais, que deve ser aprovado no Senado francês atinja injustamente companhias americanas”, afirmou o representante comercial do governo, Robert Lighthizer.
“O presidente ordenou que examinássemos os efeitos desta legislação”, declarou.
Amazon, Apple, Facebook e Google vão depor no Congresso dos EUA em audiência antitruste
A proposta de um tributo de 3% sobre as receitas anuais das empresas que fornecem serviços a consumidores franceses se aplica apenas às gigantes do setor tecnológico, “no qual as empresas americanas são líderes globais”, disse Lighthizer.
A chamada investigação da Seção 301 é a principal ferramenta que o governo Trump usou na guerra comercial com a China para justificar as tarifas contra o que os Estados Unidos dizem ser práticas comerciais desleais.
O representante comercial dos EUA afirmou que vai realizar audiências para permitir comentários públicos sobre o assunto durante várias semanas antes de emitir um relatório final com uma recomendação sobre quais ações tomar.
Apesar das objeções à proposta fiscal francesa, no entanto, a nota disse que os Estados Unidos continuarão a trabalhar com outras economias avançadas para resolver o enigma de como taxar empresas de tecnologia.
Source: Globo Economia