Bolsas avançam após notícia de que China está aberta a acordo parcial com EUA



Segundo a Bloomberg, China aceitaria um acordo limitado desde que não sejam impostas novas tarifas. Presidente da China, Xi Jinping, e presidente dos EUA, Donald Trump, se cumprimentam em imagem de novembro de 2017.
Damir Sagolj/Reuters
Os índices acionários europeus subiam e a moeda chinesa no mercado exterior saltava nesta quarta- feira, depois que uma notícia da Bloomberg afirmou que a China ainda está aberta a um acordo comercial parcial com os Estados Unidos.
Às 8h03 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,52%, a 1.498 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,48%, a 381 pontos, impulsionado principalmente pelo DAX da Alemanha, sensível ao comércio.
Citando uma autoridade não identificada com conhecimento direto das negociações, a Bloomberg disse que a China aceitaria um acordo limitado desde que não sejam impostas novas tarifas. Já o jornal “Financial Times” informou que as autoridades chinesas estão oferecendo aumentar as compras anuais de produtos agrícolas dos Estados Unidos.
As notícias de um acordo comercial parcial se espalharam pelos mercados cambiais, levando moedas voltadas para o comércio, como os dólares australiano e neozelandês, a tocarem as máximas do dia. A moeda chinesa no mercado ‘offshore’ operava em alta de 0,5%, a 7,1336 iuanes por dólar.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou em alta de 0,14%, enquanto o índice de Xangai avançou 0,39%.
Na segunda-feira, o governo dos EUA ampliou sua lista de sanções comerciais para incluir algumas das principais startups de inteligência artificial da China, punindo Pequim por seu tratamento às minorias muçulmanas e ampliando as tensões antes de negociações nesta semana. Os negociadores se reuniram pelo segundo dia na terça-feira em preparação para as primeiras reuniões a nível ministerial em mais de dois meses marcadas para quinta e sexta-feiras.
Resultados corporativos favoráveis também sustentavam o mercado europeu após queda de 1% na sessão anterior. A agência de apostas britânica GVC subia 3,9% depois de elevar sua previsão para o resultado anual pela segunda vez em três meses.
Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,59%, a 7.185 pontos.
Em FRANKFURT, o índice DAX subia 1,03%, a 12.093 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,74%, a 5.497 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,62%, a 21.538 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,49%, a 8.983 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,13%, a 4.919 pontos.
Source: Globo Economia